segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Crianças e Educadores: O Futuro começa agora!


O futuro começa agora:

Treinamento e explicações simples, mas importantes, para educadores sobre a influência da memória celular na formação da criança e adolescente.

Manual de orientação para pais e educadores com relação àquilo que a ciência tem descoberto sobre memória celular e seus efeitos no comportamento.

Quando somos pais pela primeira vez, muitos de nós temos a sensação de que não conseguiremos cumprir com nossa tarefa de dar a melhor formação para aquele ser tão frágil e totalmente dependente de nós. Parece nos faltar algo muito importante: o manual de instruções.

Sentimos que de alguma forma, de repente, nossa responsabilidade perante o mundo aumenta de forma gigantesca.

Surge uma sensação cada vez maior de que não daremos conta de tão difícil tarefa. Buscamos ajuda desesperadamente. Mas por mais que o façamos, nada parece nos mostrar o caminho a seguir. Ouvimos as mais diferentes opiniões sobre o assunto. Mas a verdade é que nenhuma ajuda parece ser suficientemente boa. Fazemos o melhor possível dentro de condições tão precárias. Muitas vezes nos sentimos absolutamente incapazes.

Hoje em dia a ciência tem feito impressionantes descobertas com relação a melhor forma de criar, orientar e preparar mentes saudáveis. Ou seja, busca preparar educadores para que, de uma forma não traumática, entrem em um mundo de mudança onde as crianças e jovens possam crescer a todos os níveis desenvolvendo seu pleno potencial.

Temas a serem desenvolvidos:

Ciência e educação

O que é memória celular?

Como ela influencia nossas escolhas?

Como reagimos a situações percebidas pelo cérebro como estressantes ou fatores de risco?

Qual é a influencia da memória na auto-estima?

Como educar sem permissividade, mas também sem gerar situações traumáticas em crianças e adolescentes?

Memória celular traumática pode limitar o êxito e a capacidade de crescimento de uma pessoa.

Como trabalhar com registros traumáticos?

A criança e o estresse.

Palavra dita, memória registrada.

Visão do mundo e crenças pessoais.